PRESIDENTE DO SINDOJUS RECORRE A SEPLAN APÓS PARECER DA CRMB

Após tomar ciência do parecer da CRMB, o Presidente do SINDOJUS, reuniu-se com membros da SEPLAN do TJPA e informou que não acatará qualquer tentativa de redução dos valores levantados pelo trabalho estatístico do SINDOJUS. Pois as informações levantadas devem ser consideradas, por não existir nenhuma referencia descrita na estática que possa ser desconsiderada. Diante de tal fato, a Secretária em exercício, agendou uma reunião com o Corregedor Metropolitano no intuito de verificar o que aconteceu. Em seguida, Edvaldo Lima, reuniu-se com a Corregedora do Interior, Desembargadora, Nazaré Saavedra, que prometeu viabilizar seu parecer até a próxima Quinta Feira dia 07.

A Diretoria do SINDOJUS-PA agendou reunião com a Presidente do Tribunal, Desembargadora Luzia Nadja. A pauta da reunião contém 16 itens, dentre os principais assuntos a serem tratados está a implementação da Resolução 153 do CNJ, e a fixação do valor indenizatório das diligências, nos termos da Resolução. Outros pontos de grande importância são: a nomeação de novos Oficiais de Justiça para capital e interior do Estado, conforme já contactado com a SGP; a equiparação de vencimentos entre Oficiais de Justiça Avaliadores e os Oficiais de Justiça que se encontram no quadro de extinção; negociação da data base e do auxílio alimentação. Informamos aos colegas Oficiais, que o Tribunal de Justiça do Pará está passando pelo período de transição de sua cúpula, o que acarreta morosidade no andamento de alguns pleitos, existem cargos que ainda não foram preenchidos e são necessários para concessão e implementação de alguns pedidos. Solicitamos um pouco de paciência para não negociarmos de forma precipitada e que venha futuramente a prejudicar a Categoria. Em breve publicaremos novas informações.

Este post 4 Comentários

  1. LUIS CARVALHO disse:

    É necessário, mas é bem difícil ficar calmo diante desse parecer da corregedoria. De qualquer sorte, a categoria deve, mais do que nunca, permanecer unida e firme diante desses fatos.

  2. Saulo Ferreira disse:

    Confio no trabalho do SINDOJUS, nunca nos faltaram e não vai ser diferente agora, e vocês também têm nosso apoio para o que for preciso.
    Não vamos desistir.

  3. Carlos Scerne disse:

    Confio muito no nosso Sindicato, em especial no trabalho desenvolvido pelo Edvaldo, Luciene e Marcelo. Parabéns!!!!!

  4. Eudes Costa disse:

    Senhores Oficiais, o momento requer mais do que tudo união, o Sindojus vem mediando de forma justa as negociações e temos que apoiá-los informando principalmente as realidades locais. Os valores apresentados pela Douta Corregedoria não condiz com a nossa realidade. União é sinônimo de FORÇA.

Deixe uma resposta