FILIAÇÃO SINDICAL

O Sindicato dos Oficiais de Justiça por intermédio de sua Diretoria alerta aos Oficiais de Justiça do Pará que não são filiados a sua entidade representativa, que a partir desta data o S só disponibilizará Assistência Jurídica para filiados com mais de sessenta dias de filiação. Infelizmente alguns Oficiais por valores de pequena monta resistem a filiação ao seu Sindicato e só após serem penalizados ou estarem na iminência de punições pelo órgão Correcional, recorrem a essa entidade. Vale lembra que o SINDOJUS-PA, tem suas despesas pagas pelas filiações voluntárias dos Oficiais, e que essas contribuições é que possibilitam a manutenção de nossas instalações e atuações  já que não dispõe de outros recursos. O dever de sustentar o Sindicato é de toda categoria. Cabendo a Diretoria a aplicação correta e efetiva do orçamento disponível em prol da categoria. Nesse sentido a atual gestão conseguiu materializar nos últimos três anos e seis meses de atividades, aproximadamente  cento e vinte e seis pleitos, fato que comprova a excelência na atuação sindical, sendo esta  elogiada e reconhecida por diversas entidades representativas do Brasil.  O Oficial de Justiça que não valoriza uma entidade do nível do SINDOJUS-PA, não reconhece seus próprios direitos. Entidade sem arrecadação é sinônimo de categoria vulnerável. Apesar de termos triplicado o número de filiados nos últimos anos ainda somos uma das entidades que menos arrecada. Inversamente proporcional a arrecadação o SINDOJUS-PA é a que mais atua em prol da categoria que representa. Essas atuações ocorrem a nível regional junto aos Fóruns, Tribunal de Justiça, Assembléias Legislativa Municipal e Estadual e a nível nacional no Conselho Nacional de Justiça, Senado Federal, Câmara Federal além da Federação Nacional dos Oficiais de Justiça e nos diversos SINDOJUS do Brasil. Filie-se, Unidos Somos Mais Fortes

Este post 1 Comentário

  1. cleli disse:

    É vergonhoso que essa atitude parta de profissionais que deveriam saber da relevância que é a filiação sindical, mormente a ver os benefícios que a categoria tem angariado na atual direção do Sindojus, em contrapartida com o desconto ínfimo que é feito em folha (confronto custo/benefícios). Com o devido respeito, é o que se pode chamar de ECONOMIA BURRA.

Deixe uma resposta