PROTESTO – Oficiais de justiça querem segurança

Enquanto as polícias Civil e Federal não desvendam a misteriosa morte do oficial da Justiça Federal Daniel Norberto da Cunha, de 54 anos, os colegas de trabalho dele vivem sob o medo em Minas Gerais.

Ontem, a categoria protestou por mais segurança e melhores condições de trabalho, e homenageou o colega morto em frente ao prédio da Justiça Federal, no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Segundo o presidente da Associação dos Oficiais de Justiça e Avaliadores Federais em Minas Gerais, Wellington Gonçalves, cerca de 200 pessoas, entre colegas de trabalho de Cunha, advogados e servidores das Justiças estadual e federal, participaram do protesto. “Temos que chamar a atenção das autoridades para essa situação. É preciso respeito pela nossa profissão”, disse. Em Minas, a Justiça Federal possui 217 oficias.

Fonte: ASSOJAF/MG

Este post 0 comentários

Deixe uma resposta