CSJT indefere pedido de reajuste da indenização de transporte dos Oficiais de Justiça

Neudo Campos responde por peculato no Supremo Tribunal Federal.  Candidato ao Governo de RR disse que vai comparecer ao interrogatório.
De acordo com o STF, um oficial de Justiça tentou
notificar Neudo Campos por diversas vezes, sem sucesso.
(Foto: Reprodução/ TV Roraima)
O ex-deputado federal Neudo Campos, candidato do PP ao Governo de Roraima, foi intimado a comparecer a interrogatório nesta quinta-feira (4) mesmo sem ter sido notificado por um oficial de Justiça. Campos responde a processo no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de peculato. Em 14 de agosto, o gabinete do ministro Gilmar Mendes determinou que um oficial de Justiça intimasse o ex-parlamentar a comparecer a um interrogatório na Justiça Federal de Roraima, no dia 29 de agosto.
No entanto, o oficial não conseguiu notificar Neudo Campos. Por isso, o gabinete do ministro Gilmar Mendes marcou o interrogatório para quinta-feira, independentemente da notificação.
Ele foi intimado por “hora certa”, que é uma excepcionalidade no Judiciário para os casos em que a Justiça não consegue, depois de diversas tentativas, comunicar o acusado. É usada quando o réu visivelmente tenta se esquivar da Justiça.
O oficial de Justiça informou ao gabinete do ministro Gilmar Mendes nesta segunda (1º) que ainda não conseguiu efetuar a intimação e que a assessoria do ex-deputado e candidato informou que ele está “constantemente viajando para o interior do estado.”
Outro lado
 
Por telefone, Neudo Campos informou à reportagem do G1 que seu advogado recebeu a notificação da Justiça e irá comparecer ao interrogatório marcado para esta quinta-feira.
Ao ser questionado sobre as várias tentativas do oficial em notificá-lo pessoalmente, o ex-deputado confirmou as constantes viagens. “Estou viajando mesmo. Qual candidato nesse período de campanha está parado, que não está sempre viajando?”, argumentou, acrescentando que irá ao interrogatório na ‘data e hora marcadas’.
Fonte: G1

 

Este post 0 comentários

Deixe uma resposta